Teste de ovulação: aprenda a usar o teste de fertilidade de forma definitiva

Você sabe o que é o teste de ovulação? São exames que ajudam os casais que estão tentando engravidar de forma natural a saberem qual é o seu período fértil.

Nesse sentido, eles identificam, através da urina, a presença do hormônio luteinizante (LH), sinalizando a proximidade da ovulação e com ela, o período com maiores chances de engravidar.

Leia a seguir tudo sobre os testes de ovulação: como funcionam, quais os tipos que existem e como interpretar cada exame.

O que é ovulação?

A ovulação é o nome que se dá ao momento do ciclo menstrual em que o óvulo é liberado pelo ovário e está pronto para ser fecundado pelo espermatozoide. Nesse sentido, em mulheres saudáveis, acontece, normalmente, no meio do ciclo menstrual, através do acionamento de alguns hormônios femininos.

No entanto, muitas mulheres pensam que ovulam exatamente no 14º dia do ciclo, mas isso é apenas uma média, levando-se em consideração ciclos de 28 dias. Sendo assim, da mesma forma que a duração do ciclo menstrual varia de mulher para mulher, e de ciclo para ciclo (geralmente de 23 a 35 dias), a ovulação também pode variar de pessoa para pessoa. A ovulação acontece 14 dias antes da próxima menstruação 

Confira abaixo como as alterações dos hormônios acionam a ovulação:

  • Conforme a ovulação se aproxima, seu corpo aumenta a produção de um hormônio chamado estrogênio, que causa o espessamento do revestimento do útero e ajuda a criar um ambiente apropriado para o espermatozoide;
  • Os altos níveis de estrogênio acionam um súbito aumento em outro hormônio, chamado de hormônio luteinizante (LH). Essa elevação de “LH” causa a liberação do óvulo maduro do ovário – isso é a ovulação;
  • A ovulação normalmente ocorre de 24 a 36 horas após o aumento de LH. Por isso, o crescimento do hormônio é um indicativo para prever o pico de fertilidade. Sendo assim, é neste momento que os testes de ovulação devem ser realizados.
  • O óvulo pode ser fertilizado até 24 horas após a ovulação. Se isto não ocorrer, o revestimento do útero será descartado e a menstruação iniciará 14 dias após a ovulação. Desta forma, marcará o início do próximo ciclo menstrual.

Quais são os sintomas de que estou ovulando?

Como já vimos, a ovulação é o processo que ocorre normalmente uma vez em cada ciclo menstrual, quando as alterações hormonais acionam o ovário para liberar um óvulo. Sendo assim, o período pode gerar alguns sintomas característicos nas mulheres. Veja abaixo quais são:

  • Alta libido: no período ovulatório é comum a mulher se sentir mais estimulada sexualmente. Isto ocorre pelo aumento do estradiol e andrógenos que sobem nos dias prévios à ovulação favorecendo as chances de gravidez;
  • Alteração da secreção: durante o ciclo menstrual de uma mulher, o tipo e a quantidade de muco cervical, uma secreção produzida pelas glândulas do colo do útero, se alteram. Ele pode ser pegajoso ou elástico, esbranquiçado ou turvo. Portanto, nos dias que antecedem a ovulação ele torna-se mais transparente e elástico, e frequentemente é comparado à clara do ovo. Esse muco é favorável ao espermatozoide e o ajuda a chegar ao óvulo;
  • Aumento da temperatura: o organismo normalmente mede entre 36 e 37 graus. Durante o período ovulatório ocorre um aumento de 0,3 a 0,5º na temperatura basal, quando o corpo está em repouso durante o sono. Dessa forma, sua medição deve ocorrer assim que acordar;
  • Dor: algumas mulheres sentem dor pélvica ou alguma sensibilidade na região durante a ovulação. Isso acontece porque quando o óvulo é liberado do ovário, ele rompe a estrutura que o envolve.

O que é o teste de ovulação?

O teste de ovulação ou de fertilidade são verificações que ajudam a mulher a descobrir o seu período fértil. Ou seja, o período do ciclo menstrual em que o ovário está prestes a liberar o óvulo.

Os testes de ovulação são vendidos em farmácias e detectam, através do exame de urina, a presença do hormônio LH. Isto ocorre, pois, o Hormônio Luteinizante tem um pico de elevação cerca de 24 horas antes de o óvulo ser liberado por um dos ovários.

Sendo assim, se o teste indicar que ocorreu este pico, a mulher que quer engravidar deve manter relações sexuais sem prevenção, pois logo estará liberando seu óvulo para ser fecundado pelo espermatozoide.

Leia também: Indutor de ovulação: saiba quais são os seus prós e contras

No entanto, é importante esclarecer que a realização do teste de ovulação não vai garantir que a fecundação do óvulo ocorra dentro daquele ciclo menstrual. Sendo assim, vale lembrar que são necessárias várias situações para que aconteça a concepção do bebê. Nesse sentido, é preciso que o óvulo seja saudável, que o espermatozoide consiga fecundar o óvulo, que o útero da mulher esteja receptivo para a implantação do embrião, entre outros fatores.

Por esta razão, é sempre importante consultar um ginecologista que acompanhará essa fase de tentante e, se for preciso, indicará outros exames que podem ser feitos para verificar a fertilidade feminina.

Como funciona o teste de ovulação?

O teste de ovulação de farmácia detecta o pico de LH na urina da mulher. Nesse sentido, ele é feito da mesma forma que o teste de gravidez. Ou seja, a mulher colhe a urina em um potinho e introduz o teste até a marca máxima. A partir daí, é possível fazer a leitura do resultado em 5 minutos.

Como já vimos, o hormônio LH aparece na urina após a maturação do folículo e antes da liberação do óvulo. Sendo assim, quando o teste de ovulação positiva, leva-se de 24 a 36 horas para a ovulação ocorrer.

Como fazer o teste de ovulação?

Para realizar o teste de ovulação é indicado que a mulher registre a duração do seu ciclo menstrual pelo menos por alguns meses. Desta forma, ela tem o conhecimento pleno de seu corpo, conseguindo saber a regularidade do ciclo e, consequentemente, a aproximação da ovulação. Assim, é possível se preparar para a realização do teste.

Contudo, antes de fazer a verificação é preciso ter atenção à bula de cada produto. Isto porque existem várias marcas de testes de ovulação no mercado e todas são diferentes entre si. No entanto, independente do fabricante é necessário seguir um passo a passo para o resultado ser mais confiável. Confira:

Passo a Passo para realizar o teste de ovulação.

Porém, se a mulher está muito desregulada e não consegue entender o seu ciclo menstrual, o melhor é fazer o acompanhamento com um especialista que poderá avaliar de forma mais criteriosa cada caso.

Análise dos testes de ovulação

Como já vimos, os testes de ovulação são todos diferentes entre si. Por isso, o tempo de espera, assim como as cores ou a forma do resultado ser apresentado pode variar entre as marcas. Sendo assim, existem testes feitos com tiras (linhas) e de forma digital.

Para usar ambos os testes, basta molhar a pipeta ou a tira em um pouquinho de urina e aguardar cerca de 3 a 5 minutos. No teste de tiras, é apenas necessário observar as alterações de cores e comparar com a tira de controle. 

Normalmente, se for de intensidade igual ou mais forte, significa que o teste deu positivo e que a mulher está no período fértil. No entanto, é importante ler o folheto informativo de cada marca para confirmar qual a cor que corresponde a um resultado positivo.

Teste de tiras

Teste digital

Já nos testes digitais, quando se detecta a presença do LH, o visor mostra uma carinha sorridente. Quando nada surgir, significa que a ovulação não está para ocorrer.

Geralmente, as caixas possuem de 5 a 10 testes que devem ser utilizados a cada dia até o resultado der positivo.

O teste de ovulação caseiro funciona? 

Existem várias maneiras de testar a ovulação de forma caseira. Já vimos que muitas mulheres possuem alguns sintomas quando ovulam como a alta da libido, a alteração da secreção, o aumento da temperatura corporal e até dor abdominal.

Da mesma forma, a mulher também pode testar empiricamente a ovulação através do calendário. Ou seja, fazendo o cálculo de quando será a próxima menstruação. Além disso, muitas utilizam também aplicativos de smartphones que, depois de preencher alguns dados pessoais, mandam notificações sobre o ciclo menstrual de cada uma.

No entanto, é importante saber que os testes caseiros não são tão precisos. Nesse sentido eles podem dar uma ideia do período fértil, mas não informam exatamente os dias em que há o pico do hormônio LH. Desta forma, os testes de ovulação de farmácias e os exames ecográficos são mais confiáveis para saber o período da ovulação.

Teste de ovulação e Reprodução Assistida: qual a relação?

De forma geral, os testes de ovulação de farmácias são recomendados às pacientes que estão tentando engravidar de forma natural e que não possuem problemas de fertilidade.

Entretanto, quando a paciente está fazendo algum tratamento de Reprodução Assistida, seja coito programado, Inseminação Artificial ou Fertilização In Vitro (FIV), os testes de ovulação de farmácias não são usados.

Desta forma, o controle da ovulação nestas situações é feito via ecografia, que é a principal forma de acompanhar o amadurecimento do óvulo e o momento da ovulação. Nestes casos, inclusive, dosagens hormonais são adicionadas na reta final do crescimento dos folículos, ajudando, assim, a liberação do óvulo de forma mais controlada. Está tentando engravidar, mas não consegue?

Confira o nosso e-book gratuito para ajudar a entender o que pode estar acontecendo!