Planos a dois: o relógio biológico e a fertilidade do casal

Com a evolução da sociedade e a emancipação da mulher, o mundo mudou para melhor. A cada ano que passa, cada vez mais mulheres buscam engravidar do seu primeiro filho numa idade mais avançada, superior a ideal, ou seja, após os 40 anos de idade.

O adiamento da gestação é um fenômeno que ocorre no mundo inteiro e fez com que a idade avançada se tornasse uma grande preocupação para mulheres com o desejo de engravidar.

Além disso, estudos recentes demonstraram como a idade avançada do homem também pode ter uma influência direta na dificuldade de engravidar do casal e no desenvolvimento saudável do bebê.

Nesse sentido, preparei este artigo para que você conheça melhor a relação da idade com a fertilidade do casal e como pode impactar as chances de uma gravidez natural.

Boa leitura!

A relação da idade com a fertilidade

A relação da idade com a fertilidade é um dos temas mais comentados quando o assunto é reprodução assistida. Isso porque uma das principais causas de infertilidade está diretamente relacionada a idade do casal.

No caso das mulheres, a idade avançada é, talvez, o fator principal causador da infertilidade, já que com o passar do tempo as chances de engravidar vão diminuindo consideravelmente. Aliás, aqui no blog publicamos um artigo onde falamos mais sobre a fertilidade feminina, caso tenha interesse em saber.

Já no caso dos homens, a idade só se torna um fator relevante para a fertilidade, a partir dos 50 anos, isto é, 10 anos a mais que a mulher. No entanto, é importante ressaltar que alguns estudos recentes manifestam que a partir dos 40 anos, alguns homens começam a apresentar uma diminuição da fertilidade. Por falar nisso, aqui no blog temos um post sobre a fertilidade masculina também.

Como a idade afeta a fertilidade masculina?

A qualidade, quantidade e mobilidade dos gametas masculinos diminuem com o avançar da idade, o que pode acarretar num aumento do risco de o bebê desenvolver algumas doenças, como, por exemplo, esquizofrenia, autismo, transtorno bipolar ou distúrbios de déficit de atenção.

Além disso, existem outras possíveis causas para a infertilidade masculina. Sendo que as principais são:

  • Espermatozóides anormais;
  • Ausência da produção de espermatozoides;
  • Vasectomia;
  • Dificuldade nas relações sexuais;
  • Doenças sexualmente transmissíveis.

Como a idade afeta a fertilidade feminina?

Em nosso post sobre o hormônio anti mulleriano, pontuamos que a mulher já nasce com todos os folículos que irá utilizar durante a vida.

Durante o ciclo menstrual, esses folículos se desenvolvem, rompem e liberam o óvulo que está em seu interior, tornando o processo conhecido como ovulação.

Como a mulher não produz folículos durante a sua vida, com o passar do tempo, os níveis de reserva ovariana vão diminuindo, até desaparecer por completo com a chegada da menopausa, que ocorre, em média, entre os 49 e 51 anos de idade.

Além disso, existem outras causas para a infertilidade feminina, entre as principais, estão:

  • Distúrbios hormonais que impedem ou dificultam o crescimento e a ovulação;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Problemas nas trompas ou tubas uterinas;
  • Endometriose;
  • Ligadura das trompas;
  • Muco cervical que impeça a passagem dos espermatozoides;
  • Infecção no colo do útero;

Para obter um diagnóstico preciso, tanto no caso dos homens como no caso das mulheres, o ideal é consultar um especialista em fertilidade.

Como prevenir a infertilidade?

Quanto mais saudável for o estilo de vida da pessoa, maiores serão as chances de postergar a infertilidade, nos casos em que o problema não for genético ou irreversível.

Embora não seja possível impedir que o relógio biológico congele no tempo, mantendo-se fértil e produtivo por longas datas, é possível atrasar um pouco os efeitos do envelhecimento.

A seguir, veja algumas dicas para manter um estilo de vida saudável e, na medida do possível, protelar a chegada da infertilidade:

  • Realizar exercícios físicos;
  • É importante tentar manter-se dentro da faixa ideal do peso, nem acima nem abaixo do recomendado;
  • Adotar uma alimentação saudável, consumindo frutas, cereais, saladas e carnes magras;
  • Não fumar ou ingerir bebidas alcoólicas.

Considerações finais

Em primeiro lugar, é necessário enfatizar que para detectar a causa da infertilidade, o casal deve procurar o médico especialista em fertilidade feminina, ou masculina, e relatar os problemas apresentados.

Somente após o diagnóstico de infertilidade, de um ou outro, serão solicitados exames complementares para identificar suas causas e possíveis tratamentos.

No entanto, também é importante ressaltar que com o avanço da tecnologia, hoje existem métodos capazes de preservar os gametas masculinos e femininos para utilização posterior. Essa opção pode ser ideal para quem deseja adiar um pouco mais o sonho de ter um filho.

Para finalizar, voltamos a lembrar que o médico é a pessoa mais capacitada para oferecer um diagnóstico preciso e propor os tratamentos mais adequados, por esse motivo, quanto mais cedo você consultar um especialista, maiores serão as chances de engravidar.

Se você achou que o nosso post ajudou você a saber mais sobre os a relação da idade com a fertilidade, clique aqui e complemente seus conhecimentos sobre as melhores técnicas de medicina reprodutiva do Brasil.

O nosso compromisso maior é gerar possibilidades para a vida.