Fecundação humana: entenda como ocorre esse processo!

A fecundação humana é a união do óvulo (gameta feminino) e do espermatozoide (gameta masculino), resultando em um óvulo fertilizado conhecido como zigoto. Desta forma, esta nova célula que já carrega o DNA com 23 cromossomas da mãe e 23 do pai, corresponde à primeira etapa da vida.

Com objetivo reprodutivo, ou seja, dar origem a um novo ser, a fecundação humana, também chamada de fertilização, acontece normalmente na tuba uterina. Nesse sentido, a fecundação do óvulo por um espermatozoide marca o início de uma possível gravidez.

Fecundação humana: como ocorre?

A fecundação Humana, que compreende à fertilização do óvulo pelo espermatozoide, é um processo complexo que acontece de forma rápida e sucessiva. Nesse sentido, quando se dá de forma natural, ou seja, através de relação sexual, os espermatozoides são lançados dentro do corpo da mulher na ejaculação e fazem uma verdadeira corrida até tuba uterina. Neste sentido, mais de 350 milhões de espermatozoides vão em busca do óvulo; porém, apenas um deles conseguirá fecundá-lo.

Conheça cada etapa da fecundação humana:

etapas da fecundação humana

Quanto tempo demora a fecundação humana?

Para que a fecundação humana aconteça é necessário que óvulo e o espermatozoide se unam dando origem ao zigoto.  Mas esse encontro dos gametas só pode acontecer se a mulher estiver no seu período fértil, ou seja, ovulando. Neste sentido, quando o óvulo é liberado ele vai para a tuba uterina onde sobrevive até 24 horas, período em que pode ser fecundado.

Além disso, é necessário também que o espermatozoide chegue até o óvulo. Sabemos que o gameta masculino dura de 3 a 7 dias dentro do corpo da mulher, sendo mais ativo nas primeiras 48 horas. Assim, com velocidade média de três milímetros por segundo, os espermatozoides agitam 800 vezes suas caudas e conseguem chegar às trompas entre 20 e 30 minutos após a ejaculação. Nesse sentido, este é o tempo necessário para que a fecundação ocorra.

Fecundação humana: quais são seus principais sintomas?

Algumas mulheres desconfiam que estão grávidas, isto é, que a fecundação humana de fato aconteceu, através de alguns sintomas. Neste sentido, é bem comum o surgimento de um pequeno sangramento rosa claro, além de  dores abdominais, sinais de que o embrião se fixou na parede do útero materno. Este processo de implantação do embrião no endométrio, chamado de nidação, acontece por volta do décimo dia após a fertilização do óvulo.

Além disso, outros sinais como sonolência, cansaço, dor de cabeça leve e persistente, bem como seios inchados e doloridos também podem indicar o início de uma gestação. Assim, sintomas como atraso da menstruação, além de náuseas pela manhã, também são fortes indícios de que a mulher realmente esteja grávida, o que pode ser comprovado através do exame do hormônio HCG.

Fecundação humana por meio de reprodução assistida

Como já vimos, a fecundação humana pode acontecer naturalmente através da relação sexual, quando os espermatozoides são lançados no corpo da mulher possibilitando seu encontro com o óvulo. Porém, seja por problemas de infertilidade masculina ou feminina, ou para casais homoafetivos que querem gerar um bebê, esse tipo de fecundação não tem acontecer. Nesse  sentido, é possível recorrer  à reprodução assistida para dar início a uma gestação.

Veja as principais técnicas da reprodução assistida que possibilitam a fecundação do óvulo:

Inseminação artificial (IA)

A técnica da Inseminação Artificial ou intrauterina, é indicada especialmente para os casos em que os espermatozoides não conseguem chegar ao óvulo na tuba uterina. Neste sentido, a medicina reprodutiva dá uma bela ajuda. O sêmen é preparado e inserido diretamente no interior do útero, facilitando a fertilização.

Etapas do tratamento de Inseminação Artificial:

  1. Indução da ovulação: A mulher passa por uma indução de ovulação através de hormônios, com objetivo de liberar um óvulo em uma data determinada;
  2. Coleta de Sêmen: Os espermatozoides são obtidos através de masturbação ou também podem ser pinçados diretamente dos testículos;
  3. O sêmen é depositado diretamente no útero para facilitar a fecundação.

Fertilização in Vitro (FIV)

A fertilização in vitro (FIV) é considerada uma revolução na medicina. Ela foi desenvolvida inicialmente para casos de fator tubário. Além disso, passou a ser indicada também para casos de infertilidade masculina ou feminina,  endometriose, esterilidade sem causa aparente e idade avançada da mulher.

Nesse sentido, na técnica de fertilização in vitro, os óvulos são fertilizados fora do corpo da mulher, e os gametas são unidos em laboratório. Assim, uma vez formado o embrião, ele é transferido diretamente ao útero onde vai ocorrer a gestação.

Etapas do tratamento de Fertilização in Vitro 

  1. Indução da ovulação: A mulher  passa por estimulação ovariana com uso de hormônios. Os óvulos são captados do ovário por punção transvaginal e o objetivo é coletar o maior número possível por ciclo;
  2. Coleta de Sêmen: Os espermatozoides são obtidos através de masturbação ou também podem ser pinçados diretamente dos testículos;
  3. A fertilização ocorre pela injeção de um único espermatozoide no óvulo através de uma micro agulha (ICSI) com a conseqüente. formação dos embriões;
  4. Transferência do embrião ao útero: Após 3 a 5 dias de cultivos dos embriões em meio de cultura e mantidos em estufa, estes são transferidos para o útero através de um cateter.

Vimos aqui como acontece a mágica da fecundação humana que une os gametas feminino e masculino para formar um novo ser. Sendo assim, quando isto não acontece naturalmente, a fertilização pode ser realizada através de tratamentos da medicina reprodutiva.


Garanta um material exclusivo, pensado pela equipe da Nilo Frantz, esclarecendo as principais dúvidas que podem aparecer ao procurar uma clínica de Reprodução Assistida.

As dúvidas mais frequentes sobre medicina reprodutiva