Entenda como funciona o diagnóstico da investigação de infertilidade na Nilo Frantz

Entenda como funciona o diagnóstico da investigação de infertilidade na Nilo Frantz

A infertilidade é um assunto que preocupa muitas pessoas, principalmente, casais que estão planejando ter filhos.

Então se você está com dificuldades para engravidar, é muito fundamental consultar um especialista para avaliar o seu caso e planejar a melhor forma de tratamento.

Nesse sentido, preparamos este post para que você entenda como funciona o diagnóstico da investigação de infertilidade na Nilo Frantz.

O que é fertilidade?

Antes de passar para o tema do diagnóstico de infertilidade, é importante esclarecer alguns conceitos sobre o assunto.

A fertilidade do ser humano em condições de saúde normais é relativamente baixa, sendo que as chances de engravidar são cerca de 20% ao mês.

Desta forma, é importante aguardar um tempo entre o início das tentativas de engravidar e a gestação.

Normalmente, em condições pós 12 meses de tentativas regulares e sem uso de métodos anticoncepcionais, é hora de começar a pensar em investigar os motivos que podem estar dificultando a gravidez.

Passado esse tempo de espera, caso não tenha sucesso em engravidar, o casal deve procurar um médico especialista em reprodução humana para uma avaliação mais detalhada e procurar uma clínica especializada que possa realizar um diagnóstico preciso e começar a planejar a melhor forma de tratamento para o seu caso

No entanto, é importante lembrar que em algumas situações, é recomendado procurar um especialista antes dos 12 meses de tentativas, como por exemplo, nos casos em que a mulher tenha 35 anos ou mais, ou quando há suspeitas de alterações iniciais, como presença de menstruações irregulares, Síndrome dos Ovários Policísticos, endometriose, infecção pélvica, histórico de gestação ectópica, laqueadura tubária ou vasectomia.

Além disso, vale ressaltar que infertilidade não é um problema raro e atinge cerca de que 15% do total de casais.

A seguir conheça como são realizados os diagnósticos de infertilidade na clínica Nilo Frantz – Medicina reprodutiva..

Diagnóstico de infertilidade feminina

Os problemas relacionados à fertilidade feminina são responsáveis por 40% dos casos de dificuldades para engravidar registrados nos consultórios médicos.

As causas para a infertilidade feminina são variadas e dependem de diversos fatores, como por exemplo, idade, predisposições genéticas, disfunções hormonais e estilo de vida.

Sendo assim, para obter um diagnóstico preciso, é fundamental consultar um especialista e realizar alguns exames.

Entre os principais exames que podem ser solicitados para uma avaliação precisa da situação, estão:

Dosagens hormonais

O exame de dosagens hormonais é realizado através de um exame de sangue e serve para verificar os níveis de alguns hormônios importantes relacionados ao ciclo menstrual e à ovulação, como por exemplo, FSH, LH, estradiol, prolactina, função tireoidiana, testosterona, entre outros.

Ultrassonografia transvaginal

A Ultrassonografia Transvaginal serve para detectar doenças na região pélvica, tais como: endometriose, pólipos endometriais (dentro da cavidade do útero), miomas, gravidez nas trompas ou fora da cavidade do útero e tumores de ovários. O exame é realizado através da introdução de uma sonda na vagina.

Histerossalpingografia

A histerossalpingografia é um exame de radiografia (raio-x) que serve para verificar as condições anatômicas do útero e tubas. Além disso, o exame também pode ser feito para investigação de outros problemas ligados à anatomia do útero e das trompas.

Hormônio Anti-Mülleriano

Aqui no blog, já falamos sobre a influência do Hormônio Anti-Mülleriano na fertilidade feminina. O diagnóstico é realizado através de um exame de sangue, que deve ser feito durante o ciclo menstrual da mulher e serve para predizer qual é a quantidade da reserva ovariana existente.

Ressonância magnética de pelve

A Ressonância Magnética (RM) pélvica é um exame de diagnóstico por imagem que serve para avaliar os órgãos que se localizam no abdómen inferior, como por exemplo, o útero e ovários.

Biópsia de endométrio

A biópsia de endométrio é um exame ginecológico que serve para analisar possíveis alterações intra uterinas. O material é colhido dentro do útero e enviado para análise no laboratório.

Videolaparoscopia

A videolaparoscopia é uma cirurgia minimamente invasiva que serve para diagnosticar doenças que acometem a região abdominal e/ou pélvica.

A cirurgia ocorre por meio da introdução de uma pequena câmera através da cicatriz umbilical que possibilita ao médico especialista uma visão detalhada da cavidade abdominal e pélvica, podendo avaliar em alta definição os órgãos e tecidos internos.

Diagnóstico de infertilidade masculina

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a taxa de infertilidade é de cerca de 40% tanto para homens como para mulheres.

No entanto, é importante lembrar que os dados também apontam que 90% dos casais com algum problema de infertilidade acabam tendo bebês depois de passarem por algum tipo de tratamento.

A causa mais comum para infertilidade masculina é a varicocele, no entanto, para obter um diagnóstico preciso, é necessário realizar alguns exames.

A seguir, conheça alguns dos principais exames de diagnóstico para a infertilidade masculina.

Espermograma

O espermograma tem como objetivo avaliar as características do sêmen, como viscosidade, pH e cor, além de quantidade de espermatozoides por ml de sêmen, forma dos espermatozoides, motilidade e concentração de espermatozoides vivos.

A amostra do material é colhida no laboratório e é indicado que o homem não tenha relações sexuais de 2 a 5 dias antes da coleta.

Dosagens hormonais

Tal como nos diagnósticos da infertilidade feminina, os exames de sangue para a dosagem hormonal são também indicados para verificar a fertilidade masculina. No caso dos homens, o exame serve para verificar a dosagem de testosterona, hormônio que estimula a produção de espermatozoides.

Teste pós-coito

O exame é realizado através da coleta do muco cervical da mulher 2 a 12 horas após a relação sexual. Este teste serve para verificar a motilidade dos espermatozóides.

Outros exames

Além dos exames mencionamos, o médico pode solicitar alguns exames adicionais, como o exame de fragmentação do DNA e o exame de anticorpos contra os espermatozoides.

Conclusão

Como vimos ao longo do post, a fertilidade do ser humano nem sempre é tão alta e por esse motivo, antes de acreditar que tenha algum problema de fertilidade, é fundamental levar alguns pontos em consideração.

Há um tempo de espera considerado normal para engravidar naturalmente. Mas, se após esse período você continuar com dificuldades para engravidar, a recomendação é procurar um especialista para que possa fazer uma avaliação mais precisa.

Além disso, vimos também que em algumas situações, pode ser necessário procurar um médico antes desse tempo de espera.

A boa notícia é que 90% dos casais com dificuldades para engravidar conseguem realizar o sonho de ter um filho após se submeter a algum tratamento de fertilidade.

Sendo assim, se você está com dificuldades para engravidar, é fundamental consultar um especialista para obter o diagnóstico mais detalhado e iniciar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Na Nilo Frantz – Medicina Reprodutiva realizamos os exames de diagnóstico mais modernos, de modo a obter os diagnósticos mais precisos e realizar os tratamentos mais adequado para cada caso.
Se você achou que o nosso post ajudou você a compreender como funciona o diagnóstico da investigação da fertilidade, clique aqui e complemente seus conhecimentos sobre as melhores técnicas de medicina reprodutiva do Brasil.

O nosso compromisso maior é gerar possibilidades para a vida.