Diagnóstico de infertilidade masculina: conheça os exames e parâmetros

A infertilidade masculina não é rara, e também não é sem solução. Cerca de 15% dos casais da população mundial, que estão em busca de conseguir engravidar, podem apresentar problemas relativos à infertilidade.  

E essa realidade é tão possível para o homem, quanto para a mulher, tendo em vista que a chance dos dois apresentarem o quadro é de 40% para cada um. 

Mesmo levando em consideração que é chegada a hora de aumentar a família, é necessário entender sobre os fatores biológicos e comportamentais que levam à patologia. 

E para compreender os parâmetros analisados dentro do diagnóstico de infertilidade masculina, preparamos esse texto para que você consiga sanar as suas principais dúvidas acerca do assunto. 

Desejamos que tenha uma boa leitura!

Infertilidade masculina: o que fazer para reconhecer?

A varicocele é uma das causas mais comuns da infertilidade masculina. Porém, para que ela seja identificada com precisão, é necessária a realização de dois exames. São eles: o espermograma e o exame físico da bolsa testicular. Ambos os exames levam a um diagnóstico seguro sobre o quadro. 

Entretanto, ainda existem outros exames que ajudam a entender outros possíveis quadros. Vamos falar deles logo em seguida. 

Um pouco mais sobre a varicocele

Cerca de 40% dos casos de infertilidade masculina estão ligados à varicocele. Essa doença corresponde às veias que estão dilatadas e tortuosas; de calibre grosso, dentro da bolsa escrotal. 

Dessa forma, a temperatura aumenta, o que prejudica diretamente a produção de espermatozoides. Na maior parte das vezes, pode não haver sintomas. Porém, se houver dor, o caso pode estar mais avançado. 

Ejaculação

A falta de ejaculação ou a ejaculação retrógrada (quando há volta para a bexiga), pode estar relacionada à doenças, como: diabetes, esclerose múltipla, traumas na medula, problemas psicológicos e até danos cirúrgicos. 

A solução pode ocorrer por meio de estímulos vibratórios ou elétricos, além de medicamentos, chegando à coleta de material para reprodução humana assistida, em último caso. 

Espermatozóides com anomalias

Desde espermatozóides com formato anormal, até a sua ausência total dos mesmos, caracterizando Azoospermia, esses são apenas alguns problemas que podem ajudar na dificuldade para fertilização natural. A baixa contagem de espermatozoides e a baixa mobilidades são outros motivos que também levam ao mesmo resultado. 

Como não há sintomas, é difícil a constatação do problema, sendo apenas possível por meio de exames. A solução pode acontecer através de inseminação intrauterina com o espermatozoide, desde que a anomalia se caracterize de pequeno porte. Ou então, se o esperma vier de um doador para a fertilização in vitro, aumentando as chances para a gravidez. 

Anticorpos produzidos contra os espermatozóides 

Os anticorpos produzidos pelo organismo feminino, dentro do muco cervical, podem afetar de forma marcante os espermatozóides em sua trajetória até a fecundação. Existem ainda casos onde traumas testiculares, pós-vasectomia e torção que ocasionam o aumento na produção de radicais livre, o que pode vir a interferir na espermatogênese. 

Obstrução

Uma parcela pequena de homens apresenta o bloqueio no ducto ejaculatório. Tal bloqueio impede que os espermatozóides alcancem o fluido seminal ou esperma e em seguida, o óvulo da mulher. 

Isso pode acontecer pelos mais variados resultados possíveis, que vão desde defeito congênito (ausência dos ductos), infecção, ferimento até vasectomia. O problema não apresenta sintomas. 

Em caso de cirurgia reparatória, o sucesso do procedimento pode variar de 50% a 90% das situações, dependendo do organismo. 

Hábitos de vida pouco ou não saudáveis 

Podem afetar de forma direta na produção de espermatozoides o tabagismo, drogas, exercícios físicos feitos em excesso, peso corpóreo fora do ideal, anabolizantes, estresse, alimentação desregrada, exposição a produtos tóxicos e também à poluição excessiva. 

Fator idade

Ainda que os homens apresentem produção de espermatozóide até o último dia de vida, as chances para alterações na qualidade e na quantidade podem aumentar, dependendo da idade. 

Infertilidade inexplicável 

Depois de todas as hipóteses serem descartadas, algumas vezes, não se chega ao consenso do que levou à infertilidade total ou temporária do homem, pois os estudos e exames podem apresentar resultados inconclusivos. 

Mitos sobre a infertilidade do homem

Algumas informações infundadas ou ultrapassadas podem acabar levando à confusão sobre o que, de fato, causa a infertilidade masculina. Pensando nisso, vamos falar um pouco mais sobre esses mitos e desmistificar o assunto. 

Infertilidade é um problema psicológico

Em boa parte dos casos, o problema não tem a ver com o psicológico do paciente. A infertilidade masculina se trata de um problema físico, que pode acontecer por conta de uma função testicular deficiente, problemas anatômicos ou até urológicos.

A alteração psicológica pode impedir ou dificultar que a relação sexual decorra da forma esperada, como, por exemplo, apresentar dificuldade de ereção. 

Esportes de risco causam infertilidade

Não existe motivo comprovado para isso. A infertilidade só pode ser ocasionada, nesse caso, quando durante a prática, ocorre algum dano externo aos testículos ou ao aparelho reprodutor masculino. 

A vasectomia torna o homem infértil

Com a vasectomia, a produção de espermatozóides continua, mas a saída dos mesmos do canal reprodutor não acontece mais. Com isso, é eliminada em quase 100%, a possibilidade de gravidez. 

Entretanto, o homem continua sendo fértil. A técnica é simples e eficaz quanto ao controle da gravidez, mas nem sempre eficaz quanto à sua reversão em alguns homens. 

Mais sobre infertilidade

O combate à infertilidade muitas vezes pode ser feito por meio de medidas simples e da rotina. Pensando nisso, indicamos esse artigo sobre combate à infertilidade: como hábitos saudáveis previnem riscos para te ajudar a entender como a mudança no seu dia-a-dia pode fazer toda a diferença. 

Considerações finais

Como se pôde perceber ao longo desse texto, é de fundamental importância entender como funcionam os diagnósticos para infertilidade masculina. Além disso, não se deixar abalar por mitos e procurar a orientação correta para a solução do seu caso.

Por isso, contar com uma equipe de profissionais a postos para te ajudar, é um fator primordial para esclarecer todas as suas dúvidas e angústias. Não deixe para o último momento e busque informações sempre que possível sobre o assunto. 

Se você está em busca da melhor equipe de profissionais, serviços, além de uma infraestrutura especial para o seu tratamento, clique aqui e conheça as melhores técnicas de medicina reprodutiva do Brasil.

O nosso compromisso maior é gerar possibilidades para a vida.